PostHeaderIcon A prova é necessária?

A avaliação é parte constante do processo de ensino/aprendizagem. Fazê-la através de prova, com registro no papel, é obrigatório a partir do segundo ano do ensino fundamental. Avaliar, porém, não é simplesmente aplicar uma prova e converter as respostas em números, chegando-se a uma nota final. Avaliar, segundo o dicionário Aurélio, é “determinar o valor”, e isso não está necessariamente ligado a uma prova formal.

Qual o valor de provas escritas se comparadas com a observação atenta de um professor no dia-a-dia? Em uma prova, o papel do professor é somente o de ser o juiz, de julgar e dar a nota final. Em uma observação constante, o papel do professor muda. Através de uma dinâmica interativa em que o professor não toma um papel superior na sala de aula, este consegue perceber o desenvolvimento de cada aluno individualmente e, assim, avaliar para saber quais os objetivos foram atingidos e como o professor pode ajudar o aluno.

Seria necessário então um registro em papel se este não fosse imposto pelo MEC?

2 Responses to “A prova é necessária?”

Leave a Reply