Archive for the ‘Vivencionismo’ Category

PostHeaderIcon Com criança pode?

A criança esta manipulando um vidro colorido de perfume. Sua curiosidade é grande, já que nunca havia segurado um objeto assim antes, afinal esta perto de completar apenas 3 anos. A mãe que acabou de se arrumar, apressada e na afobação, toma o objeto das mãos da criança, devolvendo à prateleira e diz: “Filhinho, a mamãe está com pressa!”. A criança sai arrastada pela mãe, que não sente culpa, afinal ela até o chamou pelo diminutivo.

Essa mesma mãe, ao tentar explicar certos detalhes em um contrato ao seu chefe, um importante e atarefado advogado, foi supreendida com seu ato de indelicadeza, pois arrancando o contrato de suas mãos, disse em tom duro: “Menina, não tenho tempo para detalhes menores, me passe logo esse documento e deixa que eu converso com o cliente”.

Qual a diferença entre as duas situações?

Marcelo Rodrigues
www.escoladomax.com.br
www.vivencionismo.com.br

PostHeaderIcon As oportunidades do Vivencionismo

Através da Pedagogia Vivencionista, as crianças aprendem a medir o que é positivo e o que é negativo em uma situação antes de tirarem suas conclusões e se decidirem.

Reflexões assim precisaram ser feitas quando duas turmas diferentes se depararam com um problema: ambas queriam vender pipoca para conseguirem dinheiro e concluírem seus projetos. O que seria melhor para não diminuir os lucros? Enfrentar a concorrência ou trabalharem em conjunto?

Para não correr o risco de não conseguirem o dinheiro suficiente e, por isso, não realizarem suas conclusões, as crianças das duas turmas resolveram unir suas forças e, ao invés de competir, venderão pipocas juntas através de uma parceria.

Para resolver como se dará a venda, as duas turmas têm se reunido em assembleias e discutido as ideias, mostrando assim um senso de democracia. Todas as decisões tomadas por essa assembleia têm que ser bem pensadas, pois acarretarão no sucesso ou não das vendas e, por isso, as crianças não medem esforços antes de decidir qualquer etapa.

Essa situação é um exemplo de como o tema do projeto não limita o conhecimento adquirido através dele: a matemática foi necessária para descobrir como teriam o maior lucro; a democracia foi escolhida como forma de tomar decisões; a alfabetização é estudada nas cartas trocadas pelas turmas; e inúmeros outros conhecimentos que foram utilizados durante o processo.

PostHeaderIcon Turmas E. Max 3 e 4 escolhem novos projetos

A pedagogia Vivencionista trabalha de acordo com o interesse das crianças, que escolhem o tema do projeto que vão desenvolver. O estudo deste tema, diferente do que muitos pensam, traz a abordagem de assuntos variados, abrindo portas para diferentes conteúdos pedagógicos.

Já com um assunto decidido, depois da sugestão e da votação, os alunos criam o mapa do projeto, que será um guia para as pesquisas iniciais. As próprias crianças encontram maneiras de responder as perguntas e hipóteses escritas no mapa, sendo o papel da professora da assessorar as crianças quando for necessário. Feito isso, os alunos escolhem uma atividade de conclusão e, para chegar ao fim dessa atividade, será necessário planejar, analisar caminhos, ultrapassar contratempos e várias outras necessidade genuínas do projeto que abrirão espaço para o ensino de conteúdos pedagógicos.

PostHeaderIcon Conclusão do projeto vira reportagem de TV

O projeto Mata Atlântica foi desenvolvido por crianças de 7 a 8 anos. O tema surgiu depois que os alunos folhearam revistas e outros materiais durante a etapa inicial de exposição. “Um dos alunos encontrou uma reportagem sobre a Mata Atlântica e achou que era interessante”, explica a professora Haryanne Valério sobre como o tema surgiu.

Logo nas pesquisas iniciais, enquanto respondiam às perguntas do mapa, as crianças descobriram sobre os problemas que esse bioma enfrenta e perceberam a importância de se preservar a Mata Atlântica.

Para concluir o projeto, então, as crianças resolveram criar um site sobre a Mata Atlântica com textos escritos por elas trazendo informações que aprenderam durante o projeto. O site, nas palavras das crianças, tem como proposta “tentar ajudar a natureza através da reciclagem, do consumo correto de água e da diminuição da poluição”.

Mas tinham um problema: não sabiam como poderiam desenvolver essa ideia. Fazer algo mais simples como um blog foi, de início, uma opção recusada. Os alunos então pesquisaram, conversaram com quem entende, descobriram o que precisavam e conseguiram desenvolver o site.

Feita a programação, era hora de escolher o conteúdo do site. As próprias crianças, tendo como base o que haviam aprendido, decidiram o que escrever e escreveram elas mesmas os seus textos. Mas isso não foi suficiente para elas: as crianças desenvolveram o seu próprio documentário sobre a Mata Atlântica, criando a história, o roteiro e encenando.

Pronto o site, foi necessário divulgar. Desde o início, uma ideia das crianças era a divulgação através da televisão, e por isso pesquisaram bastante sobre programas relacionados ao assunto do site. Encontraram o Repórter Eco, da TV Cultura, e enviaram um e-mail, contando sobre o projeto e sobre o site.

A resposta do programa chegou no dia seguinte, informando as crianças que a equipe de reportagem gostaria de ir até a escola fazer uma matéria com elas.

Resultado: diante das câmeras da TV Cultura, as crianças explicaram o que aprenderam e apresentaram o seu site, conseguindo assim divulgar o trabalho para que mais pessoas possam entrar em contato com as informações que eles aprenderam e, dessa forma, ajudar a proteger a Mata Atlântica também.

O site http://maismataatlantica.webnode.com.pt

As crianças conversam com a equipe da TV Cultura.

As crianças mostram o seu trabalho.

A professora Haryanne fala sobre o projeto.

PostHeaderIcon Indique amigos

PostHeaderIcon Depoimento

Depoimento sobre o projeto vivencionista “Fundo do Mar”:

O projeto pode ser conferido detalhadamente no livro “Pedagogia Vivencionista”.

PostHeaderIcon Ler deveria ser proibido

PostHeaderIcon A máquina de moedas

A turma do primeiro ano do ensino fundamental concluiu seu projeto sobre moedas de uma forma muito interessante. Eles simplesmente criaram uma máquina de moedas.

Após estudar diversos fatores sobre as moedas, as crianças decidiram criar uma “máquina de moedas”. Nessa máquina, as moedas eram inseridas e em seguida passavam por um cano que terminaria em uma lata para armazená-las.

Além do conhecimento adquirido ao estudar sobre as moedas de diversos países, as crianças aprimoraram suas habilidades empreendedoras, visto que projetaram e montaram a máquina de moedas.

Post extraído do blog da Escola do Max: www.escoladomax.com.br

PostHeaderIcon Descobrindo o ciclo da água

Hoje (16/03/10) as crianças da turma Kids Max 2  receberam a visita do Sr. Dante, engenheiro da Sabesp. O tema do projeto das crianças é “Água” e eles precisavam entender como funciona o ciclo da água, ou seja, como a água chega em nossa casa, para onde vai depois do banho e etc.

Durante a visita, o Sr. Dante apresentou um vídeo para as crianças que ilustrava o ciclo da água. As crianças ganharam também um livrinho com historinhas e brincadeiras relacionadas ao tema do projeto.

O Sr. Dante ainda deixou uma dica de site para os pais das crianças acessarem em casa junto com seus filhos, é o site: http://www.clubinhosabesp.com.br/. Nele é possível encontrar jogos, assistir filmes, conhecer a turminha do clubinho e muito mais.

Post extraído do blog da Escola do Max: www.escoladomax.com.br

PostHeaderIcon Vídeo sobre a Pedagogia Vivencionista

Depoimentos de quem já conhece e vive a Pedagogia Vivencionista